Natação

Filipe Santos à conquista do pódio no Europeu de Natação em Paris

Filipe Santos à conquista do pódio no Europeu de Natação em Paris

Filipe Santos bateu no início deste ano o recorde do mundo dos 25 metros livres e um recorde da Europa nos 25 metros mariposa

Filipe Santos, atleta da equipa de natação adaptada do FC Ferreiras, prepara-se para representar Portugal e o Algarve no Campeonato da Europa de Natação para nadadores com Síndrome de Down (Down Syndrome International Swimming Organisation European Championships 2017), que se realiza entre os próximos dias 28 de outubro e 4 de novembro, em Paris, França.

O algarvio vai nadar os 50 metros costas, 50 e 200 mariposa e 50 e 100 livres e já traçou, em conjunto com o seu treinador, os objetivos a alcançar na prova.

“O objetivo é o pódio. Isto cada vez é mais competitivo, portanto se ele fosse recordista da Europa nessas cinco distâncias claro que a finalidade seria a vitória, mas não é, por isso o objetivo passa por um pódio nos 50 mariposa ou nos 50 livres”, disse ao Algarve Desporto Paulo Sousa, treinador do atleta há 12 anos.

O nadador, que bateu no início deste ano o recorde do mundo dos 25 metros livres, um recorde da Europa, que já lhe pertencia, ao nadar os 25 metros mariposa em 15,89 segundos e que se sagrou campeão nacional absoluto (S21), nos 50 metros mariposa e livres, nos 100 metros estilos, 25, 100 e 200 metros livres, 4×100 metros estilos e 4×100 metros livres, está “preparado” para o Europeu, garante Paulo Sousa.

“Eu vou muito tranquilo. Nós desde 2008 que somos selecionados para este Europeu e os mínimos são muito rigorosos, portanto sei que o Filipe está preparado e confio no trabalho que temos vindo a desenvolver”, afirmou o técnico.

Filipe Santos, que é um dos melhores nadadores portugueses da atualidade, parte para Paris no dia 28 de outubro e a sua prova de abertura será os 50 metros costas, onde, salienta o treinador, vai “apostar tudo”.

“Os atletas com síndrome de down têm dificuldades de dosagem de esforço e o Filipe, em particular, arranca sempre com muita velocidade, seja uma prova mais curta ou mais longa, e às vezes em provas longas, como é o caso dos 200 mariposa, acaba por pagar a fatura no final. Ele está mais vocacionado para provas sprint, portanto vamos apostar tudo nos 50 mariposa e nos 50 livres”, explicou Paulo Sousa.

Ainda assim o treinador salienta que tudo pode acontecer, uma vez que “o Filipe é sempre uma surpresa, adora competir e, ao contrario de outros, que se acobardam, liberta-se e supera-se em competição”.

Os objetivos futuros do atleta, que tem provas marcadas para este Europeu nos dias 30 e 31 de outubro e 2 e 4 de novembro, passam por “continuar na modalidade o máximo de anos que conseguir, dentro do alto rendimento se possível”. “Quando isso já não for possível quero que ele continue a gostar de nadar”, afirma Paulo Sousa.


Mais de Natação