Trail running

Via Algarviana prepara-se para receber o maior trail de Portugal

Via Algarviana prepara-se para receber o maior trail de Portugal

O percurso da Algarviana Ultra Trail desenvolve-se na Via Algarviana (Fotografia: @José Paulo Sousa)

Chama-se Algarviana Ultra Trail e vai colocar 60 atletas a atravessar o Algarve de uma ponta a outra entre os dias 30 de novembro e 3 de dezembro. Com partida em Alcoutim e “meta” em Vila do Bispo, esta é a prova de trail running mais longa – e talvez uma das mais duras – de Portugal.

“É expectável que poucos concluam a prova”, diz ao Algarve Desporto Germano Magalhães, um dos organizadores da corrida.

“São 60 atletas em prova e desses 60 talvez sejamos otimistas se dissermos que 20 chegam ao fim”, aponta o dirigente da associação desportiva Algarve Trail Running (ATR), principal organizadora do evento. Afirmações que fazem prever a dificuldade de uma prova que, ainda assim, esgotou 65% das inscrições nos primeiros 15 dias.

Os cerca de 300 quilómetros deste mega evento desportivo têm início junto ao Rio Guadiana, em Alcoutim, e estendem-se até ao Cabo de São Vicente, em Vila do Bispo, passando pelas Serras do Caldeirão, Espinhaço de Cão e Monchique.

Bruno Rodrigues, presidente da Assembleia Geral da ATR, revela que “as zonas mais complicadas do percurso são entre Cachopo e Barranco do Velho e entre Silves e Fóia, devido, no primeiro setor, ao contínuo sobe e desce e, no segundo setor, devido à subida constante desde Silves até à Picota e depois desde Monchique até à Fóia”.

“Os atletas vão atravessar, num curto espaço de tempo, os pontos mais altos do Algarve”, salienta o responsável, que refere ainda que o desafio é tão grande para quem cumpre a prova como para quem a organizou.

“Não sei se o desafio será maior para os atletas ou para a organização. Estamos a pensar nesta prova e a tratar dos preparativos há dois anos. Para fazer uma prova deste género é preciso algum background, que fomos adquirindo ao longo dos últimos três anos através da organização de outros eventos na ATR. Só com esse arcabouço é que se consegue pensar num evento com estas dimensões”, afirma Bruno Rodrigues.

“O interior é muitas vezes esquecido”

Foi também para dar a conhecer – ou relembrar que existe – vida no interior da região que este trail nasceu. A prova, que atravessa 11 concelhos do Algarve, e que se desenvolve sobretudo em zonas florestais, passando por aldeias e montes, quer “dinamizar a região”.

“Há aqui um cariz desportivo, como é óbvio, mas a ideia é trazer dinâmica à região, a nível desportivo, cultural e financeiro. O que pretendemos, mais do que promover o turismo, é potenciar o interior, que é muitas vezes esquecido”, especifica Germano Magalhães.

Via Algarviana prepara-se para receber o maior trail de Portugal

Percurso passa por 11 municípios algarvios (Fotografia: @José Paulo Sousa)

Motivos que levaram a um destino óbvio para a realização da corrida: a Via Algarviana. Inserida maioritariamente no interior algarvio, tem história, natureza e um percurso invejável para a prática de desportos. O que muitos podem não saber é que a ideia original do seu traçado teve como base os caminhos de peregrinação de São Vicente, um mártir do início do século IV que terá sido torturado em Valência após recusar oferecer sacrifícios aos deuses durante a perseguição aos cristãos na Ibéria.

Inscrições encerradas há dois meses

É a primeira edição mas mostrou ser sucesso garantido desde o primeiro momento. Prova disso foi mais de metade das vagas preenchidas nas duas primeiras semanas e as inscrições, que tinham um limite de participantes por questões de segurança, encerradas dois meses antes da prova. Resultados que fazem prever edições futuras.

“As primeiras edições são sempre as que atraem menos atletas e nós já conseguimos ultrapassar esse feito”, por isso é simples: “vamos repetir no próximo ano e nos seguintes”, garante Germano Magalhães.

Na Algarviana Ultra Trail há inscritos de Espanha, Equador, Escócia e até do Brasil. Os portugueses também marcam presença e vêm de todos os pontos do país, incluindo das regiões autónomas.

A prova conta com o apoio da Região de Turismo do Algarve, da ANA Aeroportos, através do Aeroporto de Faro, das Águas do Algarve, da cerveja Sagres e de todos os municípios por onde passa a prova.


Mais de Trail running