Futebol

Portimonense reduzido a dez alcança empate na Mata Real

Portimonense reduzido a dez alcança empate na Mata Real

(Fotografia de arquivo) (Fotografia: Nelson Inácio)

O Portimonense empatou esta segunda-feira a um golo frente ao Paços de Ferreira em jogo da 17º jornada da 1ª Liga. Com menos um jogador desde o minuto 34, os algarvios estiveram a perder mas chegaram ao empate aos 73 minutos no Estádio Capital do Móvel.

O Portimonense entrou melhor na partida e, logo aos 30 segundos, Tabata obrigou Rafael Defendi a defesa apertada depois de conduzir a bola pelo flanco esquerdo e aplicar um remate traiçoeiro ao primeiro poste.

Aos 3 minutos, uma jogada de entendimento no corredor direito entre Paulinho e Hackman terminou com Nakajima a rematar, em boa posição no interior da área, contra o corpo de um adversário.

A partir daí o perigo passou a estar mais perto da baliza de Ricardo Ferreira, que ao minuto 7 fez uma grande defesa, com o pé, a cabeceamento de Bruno Moreira na zona de grande penalidade, evitando o golo na melhor oportunidade da primeira parte.

Aos 34 minutos os alvinegros ficaram reduzidos a 10 unidades depois de Tabata ver o segundo amarelo e consequente vermelho por falta sobre Pedrinho à entrada da área.

André Leal era o jogador mais rematador e ia incomodando o guarda-redes dos algarvios, que se manteve intransponível até ao minuto 54, altura em que o recém-entrado Luiz Phellype apareceu ao segundo poste e cabeceou para o fundo da baliza do Portimonense, dando o melhor seguimento ao cruzamento de Xavier do lado esquerdo do ataque.

Com superioridade numérica, o Paços de Ferreira tinha maior expressão ofensiva e quase aumentou a vantagem no marcador à passagem do minuto 58, quando Ricardo Ferreira evitou o golo com uma enorme defesa com a ponta das luvas. Aos 66, foi a vez de Miguel Oliveira ver o guarda-redes negar-lhe o golo com nova boa defesa.

Contra a corrente do jogo, Paulinho, aos 70, teve nos pés uma grande oportunidade mas, isolado, permitiu a defesa a Rafael Defendi. Da ameaça ao golo do empate foram três minutos. Nakajima, no interior da área, rematou para o fundo da baliza do guardião brasileiro e gelou as bancadas na Mata Real.

Em cima do minuto 90 e já no período de compensação o Portimonense ainda dispôs de duas ocasiões para marcar. Primeiro através do avançado japonês, que esteve a centímetros de fazer o segundo na cobrança de um livre direto, e depois por Lumor, que rematou com perigo com a bola a passar muito perto do poste. Ainda assim, o resultado não viria a alterar-se até ao apito final e o jogo terminou com as duas equipas a dividirem pontos.

Na próxima jornada o Portimonense vai ao Bessa defrontar o Boavista, em jogo agendado para o dia 14 de janeiro, às 16 horas.

PosiçãoEquipaJVEDP
131254279
231245277
331235374
431232671
5311351344
6311281144
7311181241
8311151538
9311141637
1031981435
1131981435
12318101334
1331881532
14316111429
1531781629
1631771728
1731832027
1831751926

Onzes iniciais e estatísticas da partida

Paços de Ferreira: (1) Rafael Defendi, (5) Quiñones, (6) Bruno Santos, (8) André Leão (Vasco Rocha, 82′), (9) Bruno Moreira (Mabil, 67′), (10) André Leal, (12) Pedrinho, (19) Ricardo, (22) Miguel Vieira, (50) Xavier, (88) Gian (Luiz Phellype, 52′)

Portimonense: (33) Ricardo Ferreira, (3) Lucas Possignolo, (7) Dener (Ewerton, 59′), (8) Paulinho (Manafá, 82′), (11) Bruno Tabata, (14) Hackman, (15) Lumor, (20) Oriol Rosell, (23) Nakajima, (26) Rúben Fernandes, (90) Fabrício (Inácio, 94′)

Paços de Ferreira | Portimonense

20   Remates   10

54%   Posse de bola   46%

  16   Faltas   13

  10   Cantos   3

  2   Cartões amarelos   5

  0   Cartões vermelhos   1

(Fonte: Liga Portugal)


Mais de Futebol