Atualidade

Ginásio Clube Naval de Faro celebra 90 anos “cheios de história”

Ginásio Clube Naval de Faro celebra 90 anos "cheios de história"

Membros da direção do Ginásio Clube Naval de Faro

Cerca de trezentas pessoas, entre sócios e convidados, comemoraram esta sexta-feira o 90º aniversário do Ginásio Clube Naval de Faro (GCNF), num jantar de gala que teve lugar na Casa dos Rapazes.

Publicidade

Ao Algarve Desporto, João Godinho Marques, presidente da direção do GCNF, fez um balanço do percurso desportivo. “Estamos a celebrar a vida de um clube muito representativo a nível nacional e internacional, que alcançou na vela medalhas olímpicas. É um clube que passa por várias gerações e vários atletas mas é, sobretudo, um clube da cidade. São noventa anos cheios de história, de passado, de presente e de futuro”, diz o responsável.

Atualmente com 3.270 associados, cerca de 1.600 ativos, “as perspetivas são boas”. Precisamente noventa anos depois de ter iniciado funções – no dia 19 de janeiro de 1928 – o GCNF congratula-se com “uma grande prensa de aniversário”. “Tivemos hoje a garantia da Docapesca e do Ministério do Mar de que vamos ter a concessão da exploração da doca de recreio por mais 30 anos”, revela João Godinho Marques.

“A vela é a essência do Naval”

A doca, que permite ao clube garantir a atividade desportiva que tem tido ao longo dos anos, principalmente através da vela – de recreio e de competição -, que “está a correr muito bem”. “Temos jovens promessas, campeões nacionais, boas classificações a nível mundial e bons resultados em todas as classes. A vela é a essência do Naval”, afirma o presidente.

Para além da principal modalidade, o clube tem vindo a apostar na natação, a que se juntaram cerca de 20 novos atletas no decorrer da última época e “a aposta está a dar resultado”, garante João Godinho Marques, que não escondeu a vontade de continuar a investir no desporto. “Há uma modalidade pela qual temos um carinho especial porque foi a que iniciou o Naval: o remo. Terminámos com ela há pouco tempo e estamos agora a estudar um plano para podermos iniciar a atividade novamente”, referiu, sem adiantar datas.

Na festa de celebração marcaram presença José Apolinário, secretário de Estado das Pescas, Rogério Bacalhau, presidente da Câmara Municipal de Faro, Paulo Santos, vice-presidente da Câmara Municipal de Faro, António Roquette, presidente da Federação Portuguesa de Vela, e Custódio Moreno, diretor regional do Instituto Português do Desporto e Juventude, entre outras entidades oficiais.


Mais de Atualidade