Karaté

Mais de cem alunos participam no 52º Estágio de Karaté em Portimão

Mais de cem alunos participam no 52º Estágio de Karaté em Portimão

O estágio propõe karaté inclusivo para pessoas portadoras de necessidades especiais

O Pavilhão Gimnodesportivo de Portimão acolhe, este sábado, a partir das 10 horas, o 52º Estágio de Karaté, que contará com mais de uma centena de alunos oriundos de sete escolas de karaté shotokan tradicional e de karaté adaptado.

PUBLICIDADE

O estágio terá a orientação técnica do sensei Rui Caipira (6º Dan Shotokan Karate Do of United Nations) e, no que concerne ao treino de karaté shotokan, contará com a colaboração do mestre internacional, sensei Luis Maria Sanz, 8º Dan, campeão do mundo de kata (WKF World Championships, Granada, 1992).

A iniciativa, que engloba treino específico de karaté shotokan tradicional, das 9.30 às 11.30 horas e das 18 às 19.30 horas, apresenta paralelamente, a partir das 11.30 horas, demonstrações de karate tradicional, a que se seguirão as cerimónias protocolares de entrega de novas graduações e distinções a diversos alunos, bem como de certificados de participação às mães dos alunos que integraram o último curso de Defesa Pessoal.

Karaté adaptado

A IJKA-Portugal, com a coordenação de Rui Caipira, é pioneira, em Portugal, na implementação e ensino da modalidade de karaté adaptado a pessoas com necessidades especiais.

A preparação do ensino da modalidade tem vindo a ser feita nos últimos 10 anos, com o apoio do município de Portimão, que pretende “promover, estimular e alargar o conceito do exercício físico inclusivo, e neste momento já se encontram a ser ministradas aulas regulares”, refere a Câmara Municipal de Portimão em nota de imprensa.

“Para dar resposta às diferentes necessidades foram elaborados programas adaptados às especificidades concretas dos alunos”, continua. A associação oferece, por um lado, o ensino do karaté em cadeira de rodas, especialmente desenvolvido para os utentes portadores de deficiência física motora (permanente ou temporária) e por outro lado programas para os alunos com patologias do âmbito do espectro autista e da síndrome de Down (tríssomia 21), em que a adaptação dos conteúdos técnicos é feita em função de cada caso.

Os programas têm vindo a ser implementados sob o lema ‘karaté para todos’, “procurando dentro da sua esfera de atuação contribuir para uma sociedade mais inclusiva e os resultados obtidos, como a aumento notório dos níveis de autoconfiança e autoestima dos alunos, vêm confirmar e justificar a continuidade do trabalho desenvolvido”, diz a autarquia.

De resto, as escolas que integram o 52º Estágio de Karaté funcionam regularmente nos concelhos de Portimão, Monchique e Silves, existindo ainda uma escola associada em Gondomar.

Este é um evento organizado pela Internacional Japan Karate Associação Portugal, com o apoio da Câmara Municipal de Portimão.


Mais de Karaté